Brasil - Alasca, de Yamaha Lander 250 (Jornada Interrompida)

DIÁRIO DE BORDO

(Viagem interrompida ao Alaska)

👉 Minhas Redes Sociais:  https://linktr.ee/DiarioDoPresi


PLAYLIST YOUTUBE DO PROJETO
ACOMPANHE TUDO AQUI:











DIA 01/04/2022
Goiânia - Paranatinga - 750 km
Não tem fotos bonitas hoje, só o relato.
Hoje foi dia de deslocamento, o que não quer dizer que é chato, muito pelo contrário, há beleza até mesmo no simples e monótono.
Não consegui acampar hoje, vários motivos, de oportunidade de lugar, mas principalmente porque depois de 14h em cima da moto, primeiro dia o organismo não está acostumado com essa rotina, cheguei às 19h em Paranatinga bem cansado rss, achei um hotel de 50 reais e tive que ficar.
Primeiro dia, sempre é motivo de preocupação, mesmo sem muita razão, porque tudo muda e se adapta no futuro.
Mas meu limite de 20 dólares diário está complicado de conseguir, aqui no Brasil está mais caro viajar né rs, só de gasolina gastei 35 dólares hoje (2 tanques), mais 10 dólares do hotel, e 1 refeição, 50 dólares hoje. (em breve lanço um Reels no meu instagram explicando sobre meu financeiro no app e porque mudei minha moeda oficial para dólar).
Claro que não será todo dia que irei rodar 750 km, gastar 2 tanques, etc. E também estou contando que meu adsense youtube vai melhorar (com ajuda de vcs)



DIA 02-05/04/2022
Paranatinga MT - Santarém PA
Saindo de Paranatinga, não sabia que os piores dias estariam por vir, como havia feito o roteiro pelo google maps, ele me traçou uma rota que foi uma das piores estradas por quais já passei na minha vida.
Seguindo o roteiro, adentrei por estradas de off-road, quando 40 km depois de um cruzamento, uma ponte caída e tive que voltar os 40 km e seguir para Santiago do Norte, que todos recomendaram não ir por lá devido a ser mais ruim ainda. Olha..., vão ter que ver nos vídeos depois que pesadelo, mas enfrentei e tive que seguir, pois tinha um objetivo para dormir hoje ainda em Sinop no qual cheguei as 19:30 e muito, mas muito cansado, 20:15 ja estava na cama. Fui dormir apreensivo, tive insônia e ainda preocupado com o financeiro, não parava de fazer contas e mais contas... Mas tudo se dá um jeito.
Acordei no outro dia achando que agora na BR163 tudo seria melhor, só asfalto e mais deslocamento, meu objetivo de hoje teria que ser pelo menos Novo Progresso, que chegaria às 20h, outra rodada puxada e cansativa. PORQUE ESSA CORRERIA? Bom, saí de Goiânia na sexta, terça feira esta marcado meu navio para Manaus, então... e não é só isso, em Bogotá se eu quiser ganhar um desconto de 100 dolares no avião para Panamá, tenho que chegar antes do dia 22. Bora lá!
BR163, quanto mais aproximo do objetivo do dia, a estrada vai ficando mais ruim, e pra piorar, chuva, agora não era mais só a poeira dos tantos caminhões (nunca vi tantos caminhões na minha vida kkkk esse povo sim, sofre ali), muita lama e asfalto esburacado. Mas cheguei em Novo Progresso às 20h, segundo dia puxado e cansativo e já sabendo que no próximo dia teria que rodar mais ainda e a estrada seria ruim novamente, pois iria pegar a Transamazônica 230! Então no quarto dia acordo as 5h da manhã ainda cansado e bora enfrentar o trecho.
Faz parte, se quiser um arco-íris tem que enfrentar a chuva, e o dia já começa com chuva, a medida que vou me aproximando do famoso KM30.
Cruzamento com a 230, o pessoal já vai me tocando o terror, dizendo que o dilúvio por lá acabou com a rodovia, carretas atoladas, barro lizo, enfim, não há psicológico que aguente tanta carga, chegando no km30, mais terror, os caminhoneiros que vieram por lá relatando muita bagunça e estrada ruim, e chuva caindo. Já eram umas 13h, será que daria conta de chegar em Santarém hoje ainda? Só tinha tomado café da manhã ontem e um iorgute hoje cedo, sim to errado quanto a isso, sem fome e só em muita água, tomei um café e isso me ajudou a dar uma animada. Graças aos pneus Mitas E07 enfrentei o trecho até Rurópolis sem dificuldades, não sei porque as pessoas fazem tempestade em copo d´agua em certas coisas que não existe, não vi nada de mais no trecho ruim que tantos falaram, aff. que raiva deu isso kkkk, mas um pouco da confiança foram dos ótimos pneus.
Em Rurópolis enchi o tanque e parti para o destino final, Santarém, que hoje teria um apoio por lá me esperando, ufa, não irei pagar hotel hoje, graças a Deus, nesse meu quarto dia, ainda preocupado com o financeiro, evitando gastos ao máximo. Cheguei em Santarém as 18h, rapaaaa, que lindo é Santarém, me surpreendeu!
Agora, o que mais me surpreendeu foi o grande apoio que vários amigos me ofereceram ali, mas já tinha combinado com o Ronaldo, do Hermandad Motera Internacional, muito gente boa e sua família, um quarto com ar, banheiro e ainda com comida, não tenho palavras para tanta gratidão com esse hermano e sua família muito simpática!!!
Até aqui, já havia combinado com um amigo a passagem do navio até Manaus, com a moto, suíte por 800 reais tudo, preço normal era 1300... (antigamente estava incluso as 3 refeições, hoje é tudo pago) Não posso com rede, é suicídio para minha coluna, então é ir via nutella mesmo kkkk o que não acho ruim kkkk.
Então assim, finalmente depois de 4 dias muito estressantes e moído, no quinto dia, fomos pro Navio, o Ronaldo me levou até lá, era pra ter saído as 12h, mas foi sair às 17:30h kkkk Não estava achando ruim, finalmente iria descançar, trabalhar os vídeos, minha suíte é um luxo só, tem ar, banheiro, mesinha pra notebook, frigobar, ufa, já comprei no caminho, água de 5lt, bolacha e um suco, pra evitar gastos no navio.
É uma experiência inenarrável o navio, você precisa experimentar um dia. Jantei (20 reais) e fui apreciar a linda noite subindo o rio amazonas... incrível!
Depois relato mais amigos, internet ruim por aqui!
PIX: DiarioDoPresi@gmail.com



















DIA 06-12/04/2022
Santarém - Manaus
O navio de Santarém não é lá essas coisas, mas por eu ter ficado numa suíte, muda tudo, por mais que sejam suítes inferiores aos dos navios que fazem Manaus / Tabatinga, para mim foi um luxo só, estava muito precisando disso, descanso! Pude dormir em paz, descansar e principalmente editei 7 vídeos aqui na suíte.
Preciso explicar quando falo que preciso ficar em suíte, porque algumas pessoas podem não entender com meu financeiro tão no risco e não ficar em rede... além da cirurgia da coluna, preciso ter uma privacidade para minhas coisas e trabalho, mesmo porque também já havia ganhado um bom desconto e um apoio de minha mãe para isso (para isso) e alguns apoios de amigos também, então tem certas economias porcas que não valem a pena, tento compensar em outras economias. (e cá entre nós, perrengues e sofrimento todo dia não dá né, quem não gosta de um conforto?).
O complicado nesse trecho é que as refeições são pagas a parte, enquanto para Tabatinga são inclusas. Paguei 800 reais ($168,00) suite e moto aqui. E fiquei regulando em 1 refeição por dia. O trecho como sempre no Amazonas é um espetáculo, tanto de natureza quanto das pessoas, suas vidas, trabalhos, vilarejos... Conversei com muita gente, fiz amigos, dei presentes, recebi presentes, enfim, é uma riqueza estar aqui.
O navio chegou em Manaus só as 23h do outro dia, era para ter chegado meio dia, mas o atraso né... Daí o Genghis, um grande apoiador do motociclismo em Manaus, e eu, achamos por bem dormir no navio e no outro dia chegar em Manaus.

Chegamos 23h e 4h já estava acordado com tanto barulho e movimentação de descargas, esse povo trabalha duro!
O Genghis Na Velocidade Da Vida , me recebeu com um grande apoio, levou para sua casa e estou muito bem alojado ufa, não vou pagar hotel kkkkk
No mesmo dia, foi dia de muito trabalho, lavar roupas, jaqueta, calça... 3h de luta e às 16h já estávamos na BuiattyMotors para dar um banho de loja na Chiquita, lava-jato pra manutenção, troquei óleo que já passou dos 5 mil km, agora vou usar o Motul 5100, filtro de óleo, filtro de gasolina, e filtro de ar. (11 mil km até agora)
A Buiatty Motos é muita estrutura, o Buiatty é um ícone de amigo, um lugar pra reunir a galera, muita gente foi pra lá e fizemos uma festa quem acompanhou os stories viu, e dale happy hour com amigos.
Fui dormir muuuiiito cansado e hoje, sábado amanheceu de muita chuva, preciso comprar passagem para Tabatinga / Letícia, dizem só ter pra quarta feira é ter paciência, pelo menos não tô pagando hotel kkk
O que seria de mim sem esses meus brothers aqui de Manaus, pensa num povo apoiador! A galera aqui é bem intensa!
Apesar de ter muito o que fazer em Manaus (isso aqui é lindo demais), preciso trabalhar também, tem muito conteúdo vindo aí pro canal galera.

Mas já fui no Porto e consegui o navio para Tabatinga, só quarta-feira mesmo, incrível, é o mesmo navio que fui da outra vez, o Sagrado Coração de Jesus hehe, que foi reformado, e por mais incrível, ficou 10 dólares mais barato que da outra vez, chorei muito no desconto, negociar direto com eles para evitar os atravessadores e agências. 3 Refeições inclusas, ihuuu. A diária aqui, mesmo na suíte, fica muito mais barata que rodando de moto, pagando hotel, gasolina, alimentação, etc. E como eu já havia feito essa experiência em 2018, queria muito repetir ela agora! Vale muito a pena!
Nesse mesmo sábado o Genghis fez um churrasco na garagem dele com alguns amigos e também chega hoje o Murat, Crônica de Viageiro, gente muito boa ele, daí ficamos juntos na mesma casa, onde também na terça feira chega o Alfredo Souza, diário do motochileiro.
No domingo fui passear com o pessoal do Ajuricabas MC, o Rodrigo Marinho também um apoiador muito forte aqui, amigo de tempos, me levou com a galera dele para conhecer o famoso Tucunaré, um café da manhã onde reune muitos motociclistas lá, foi show, já fiz outro vídeo e mais take de drone!

Enquanto isso, as coisas acontecem!
Além do famoso e importante apoiador internacionalmente conhecido, o Na Velocidade Da Vida, Genghis, que é uma figura rs, também chegou na casa o Murat do Crônicas de Viageiro, aí agente se combina, para terminar a bagunça amanhã chega o Alfredo Souza do Diário de Motochileiro que está vindo de navio, fazendo o contrário de mim na quarta. Vamos dormir todos aqui rss.
Não menos importante, também outro apoiador de peso aqui em Manaus é o Rodrigo Marinho, meu brother de tempos anteriores que estive aqui e também me deu a maior força na época! Ele e seu MC: Ajuricabas MC, pensa num lugar farto de amigos e apoios. Me levaram para rodar nuns pontos afastado de Manaus, teve até drone, esperem os vídeos daqui para sentir o que é Manaus! 
@Felipe_araujode, obrigado pela bandeira do Brasil  essa vai pro Alasca!
E gratidão não me falta também para com a Braga Motos que me apoiou com algumas peças de reposição para levar e a BuiattyMotors que deu um trato na Chiquita trocando filtros e óleo.
Obrigado mesmo amigos. Além de ter trocado óleo, filtro de ar, filtro de gasolina, filtro de óleo, já com 11 mil km rodados na moto, estarei levando para reposição: 2 filtros de ar, 2 filtros de óleo, 1 filtro de gasolina, pastilhas de freios dianteiro e traseiro e 1 kit relação da kmc que não queria dessa marca inferior, mas aqui em Manaus não tem a original nem DID. Não iria levar nada disso, mas falei com um amigo no México que me sugeriu muito levar daqui, a coisa por lá é bem mais complicado de achar, então... vai esses aí. Não pesou muito na moto, visto que toda minha bagagem que pesei antes de sair de casa, deu 31 kg, é uma criança pequena na garupa só, tá tranquilo, acho que exagerei no minimalismo hehe.
O bom dessa imensa rede de apoios chamada motociclismo, é que ela só cresce, onde chega já linka o próximo ponto rs, daqui até Bogotá já consegui apoios para diminuir hotéis hehehe Na América Central, já tenho vários apoiadores fortes como aqui, enfim, é assunto para o futuro! Vou me concentrar no agora porque há muita coisa pra fazer antes de sair quarta-feira, porque depois não terei muita Internet!
No penúltimo dia aproveitei para lavar roupas, começar a arrumar a moto, fazer umas compras para levar, sabonete, pasta dental, suco de 2lt, e 12 lts de água para levar (que foi um oferecimento do meu amigo Rodrigo Marinho que também, junto com seu moto clube Ajuricabas, me ofertou algumas peças de reposição da moto para levar, gratidão!), atualizar o blog, canal youtube, deixar tudo funcionando, porque agora é guardar o notebook e saiba lá quando irei ligar novamente hehe.
Subindo o rio amazonas, por 7 dias, haverá poucos pontos de internet, e já começo a me preocupar com outro desafio que está por vir, já sabia que iria ter: Terei que tirar o chip da Claro do meu celular antes de chegar na Colômbia, pois a bendita fez um favor de criar uma regra estúpida que a Claro Américas só funciona 30 dias fora do Brasil, então irei deixar para uma emergência e irei usar wi-fi por todo lugar, dá, já fiz isso, é mais complicado, mas dá.

O Alfredo Souza e o Murat foram para Buiatty arrumar as motos, chegaram começo da noite, daí ficamos os 3 na casa, pensa no papo kkkk Depois de muita conversa e assuntos importantes do meio, chega o Genghis e fomos comer algo na rua, logo se junta o Rodrigo Marinho do Ajuricabas MC daí a festa é completa! Fizemos muitos vídeos e fotos, rolou Live de todos, etc. Fomos dormir tarde! 
Apesar do encontro ser tão pouco, mas é muito válido, se agente tivesse combinado de se encontrar aqui não daria certo kkk assim é a vida, feita de momentos, felizes ou não, sejamos o que Deus nos quer sempre, ser feliz.
No outro dia, 13/04, quarta-feira, é hora de partir, já acordei cedo e vamos arrumar as malas! Navio sai meio dia.











































ETERNOS E FRATERNOS AMIGOS

DIA 13-19/04/2022
Manaus - Tríplice Fronteira (Brasil Peru Colômbia)
Despedi dos amigos que ficam em Manaus, é hora de partir, enfrentar o mundo! Seja por terra, asfalto, avião, navio, lá vamos!
O Rodrigo Marinho me acompanhou até o porto, me ajudou com 2 galão de água de 5 lts pra levar kkk, valeu pelo apoio amigo! 
E claro, não poderia deixar Manaus sem comer um XCaboclinho, entrando no porto a facada, 80 reais ($16,80) pra entrar 2 motos, aff, faz parte rs.
Chegando no navio, começa o estresse, agitação total, correria, calor do norte, e bora jogar a Chiquita pra dentro... Tirei só os baús laterais e bolsa Saxon, o resto vocês virão no vídeo como foi tenso! Mas deu tudo certo!
Despedida de Manaus e bora navegar!
Novamente fiquei na suíte do navio, 1500 reais ($315,00), o mesmo navio e a mesma suíte de 2018, quanta coincidência kkk. Navio Sagrado Coração de Jesus.

Outro fator que não expliquei quando relatei o porque ficar na suíte do navio ao invés da rede que ficaria uns 500 reais mais barato nesses 7 dias, era que queria repetir essa incrível experiência; viajar de moto em modo econômico, não quer dizer que você deva ter perrengues e ser roots o tempo todo, não sou roots, nutella, ou raiz, não curto essas denominações separatista para diminuir uns e qualificar outros como melhores, não sou melhor que ninguém, sou motociclista, e motociclistas não devem ter frescuras, isso sim, se tiver de ser roots, raiz, nutella, serei, mas naturalmente, não pra fazer vídeos e cenas fake para ganhar likes e seguidores, não é por aí; tive contratempos de Haters que não captam certas explicações e vão te julgar e condenar por qualquer coisa. Mas devo satisfação sim em ter que explicar, para com os que me apoiam de verdade, não iria relatar essa parte da suíte por esses poucos que se incomodam, mas estou aqui para compartilhar tudo, seja positivo ou negativo. Minha ideia é que você faça seu planejamento baseado na qualidade de vida também, a grana agente garimpa e dá um jeito, mas a experiência é única. 
"Quando você compra algo, você não paga com dinheiro, paga com seu tempo de vida".
"Mamãe" deu dinheiro? Sim, ajudou sim a custear partes dos dois navios, não tenho vergonha disso, porque teria? E?
Mãe é mãe e encerro esse assunto aqui, lamento os que não entendem. Meu foco são os outros 99,5% dos amigos que estamos juntos nessa jornada da vida e são para eles que dedico meu tempo em poder ajudar a realizar seu sonho também, agradeço você, meu amigo! Sigamos juntos, não sou perfeito, vou errar muito, sou humano, mas espero poder oferecer conteúdo de qualidade e contribuir com seu planejamento para realizar seus sonhos também! TMJ!

Continuando hehe, agora vida de rei no navio, a suíte tem ar condicionado, banheiro privado, TV com sky que não funcionava mas tinha filmes no celular e fiz pareamento, tem frigobar, cama de casal e mesas para uma boa privacidade para trabalhar no notebook.
O navio oferece 3 refeições diárias Inclusas, a vontade, pensa num cara que nunca comeu tanto assim kkkk, acostumado a comer 1x ao dia, até Manaus havia emagrecido 2kg, acho que vou engordar 4kg aqui hehehe. Por estar na suíte, o pessoal da cozinha vem trazer as refeições na suíte, você não precisa ir lá, pegar fila, servir e comer no refeitório no calorão, mas dispensei isso no primeiro dia, não curto essa parada de ser melhor que ninguém, vida de rei tem limite! Gosto de comer com a galera. Você pode se servir e comer onde quiser no navio.

Você pode pensar que é um tédio aqui, ficar o dia todo no oscio, mas há muito o que fazer, conhecer as pessoas, ver a natureza exuberante e seus ribeirinhos, o nascer e pôr do sol são inenarráveis, sem falar que agora é lua cheia, olha as fotos e tire suas conclusões! Aqui conheci vários outros viajantes, um amigo colombiano com uma XRE 300 que fez 4 países e está indo a Bogotá também (ele é um seguidor meu no YouTube e me identificou assim que me viu kkk legal né rs), daí vamos juntos até lá, já é legal isso. Tem mochileiros gringos para ajudar a praticar meu inglês "more or less", tem os nativos e suas ricas histórias e experiências... Não tem preço!
Um fator negativo para todos é a Internet, subindo o Rio Amazonas, fiquei 2 dias sem conexão, é tenso essa nossa dependência química da Internet hehehe. A única Internet aqui é quando passa por algum vilarejo e dá um pico de 2g por uns 10 minutos enquanto o navio vai se afastando, é se virar nos 30 kkk. A galera pira! Por isso não estou conseguindo responder aos comentários, vão me perdoando! 
Sem falar que ainda terei aquele contratempo do chip da claro, lembra, aff. Paciência!

É aproveitar o tempo que tem para rever planos, pensar, calcular, editar vídeos, produzir conteúdo, hoje mesmo, sábado, dia 16, no quarto dia teve uma parada em Fonte Boa de 30 minutos, foi o suficiente para pegar o Drone e ver a Amazônia do alto! A próxima parada é só na segunda! É torcer para um pico de Internet para atualizar esse blog hehe.

A vida é assim, acontece em ritmos diferentes e de formas diferentes para todos, apreciar os municípios ribeirinhos enquanto o navio sobe o Amazonas é incrível, suas vidas, seus cotidianos, diversão, trabalhos, enfim, mágico regionalismo!
Crianças cuja diversão e brincadeiras beiram longe de tiktok & cia, na sua forma original de viver uma infância longe da dependência química virtual. É normal, é o certo! E viva a vida!
Pessoas realizam seus sonhos comprando uma moto nova, para entregar num lugar tão isolado que não tem estrada, rodovia, só as ruas do município ali, é só onde essa moto irá rodar a vida toda, mas sonho é sonho! "Nada é tão gratificante quanto a conquista de um sonho com esforço de um trabalho honesto."
Enquanto isso, espero ansioso por uma próxima parada, Drone e para ter a sorte de uma Internet 3g, atualizar minhas redes que tem muita coisa, tenho tiktok (ajuda com novos inscritos e engajamento), Instagram, WhatsApp, Facebook (e vários grupos), e-mails, blog, e os extras como fazer declaração jurada no site da Colômbia antes de chegar lá, já ir contatando meu apoio em Bogotá e Panamá, em Letícia, e principalmente meu Canal Youtube, Clube de Membros, etc! Chegando em Tonantins!

No 6º dia, amanhecemos as 5h em Amaturá, finalmente um 4g fraco, mas deu para fazer muita coisa, ufa hehe Um município isolado, cheio de vida, energia, com seus povos muito humildes, gente simpática, no seu dia a dia trabalhando e vivendo suas rotinas, fantástico isso!
Consegui fazer a declaração jurada para entrar na Colômbia, ufa, amanhã chegaremos lá!
E já começo a querer sair do navio, rodar de moto hehe, mas tudo no seu tempo!

* E JÁ SAIRAM OS PRIMEIROS VÍDEOS DESSA EXPEDIÇÃO NO MEU CANAL YOUTUBE!
Confiram lá: 

7º e último dia, ufa, finalmente, chegamos as 17h em Tabatinga, aquela movimentação de gente já doida para sair logo do navio, arrumei minhas coisas, coloquei na moto e vamos lá, outra luta, arruma aqui e ali, mas no final da certo, saimos do navio, eu e o amigo colombiano, pagamos 60 reais as duas motos de mais taxa portuária, aff. Finalmente a fronteira e aquela alegria de o primeiro país a entrar nessa expedição, bem vindo a Colômbia!
Depois da festa na plaquinha da fronteira, fomos ao Hotel Marina, do amigo Marco, que já falo dele para vocês, é o ponto chave aqui. Ufaaaa, Colômbia, se mui bienvenido hermano!









































































































DIA 20-22/04/2022
Letícia - Bogotá
Estar de volta à Letícia é uma magia sem igual, tudo muda de Tabatinga / Letícia, é muito regionalismo diferente, as comidas tops, enfim, instalado na hospedagem do Marco, é hora de começar os Trâmites.
Antes, preciso falar do Marco, esse apoio, um ponto chave aqui para quem vai de Manaus / Bogotá (e agora para o Peru, ele está arrumando os esquemas para quem quer sair por lá também), ele tem uma hospedagem barata aqui, não espere muito, sem ar condicionado, mas os ventiladores dão conta hehe, e também tem uma agência de viagem, que vai comprar a passagem de avião para você e para sua moto, fica mais barato comprar por ele, ele sabe dos esquemas, do que fazer ou não, onde ir ou não ir, tem desconto e amizade com o pessoal da empresa de carga do avião, enfim, ele vai resolver e facilitar muito a nossa vida aqui, o telefone dele: +57 31 7425-4494.
Como eu já sabia os passos, mas não custava nada me atualizar, mesmo porque mudou algumas coisas, então o Marco já me falou como começar os trâmites burocráticos.
Primeiro é ir à Polícia Federal dar a sua saída do Brasil, no passaporte. Depois vá ao aeroporto de Letícia fazer sua imigração no passaporte, os documentos é o básico, sugiro você se atualizar, pois esse post foi escrito em 2022. 
Depois, é hora de fazer o Permisso da sua moto, essa foi complicada, vá à DIAN, que é uma Receita Federal deles aqui na Colômbia, passaporte, documentos da moto, o básico também, sugiro que tenha uma pasta cheia de xerox de todo tipo de documento que você puder tirar, assim como as fotos em uma galeria no seu celular, isso facilita a vida em um lugar que é difícil achar xerox. Da outra vez eu fiz tudo em um dia só, agora tive que deixar os documentos lá e buscar no outro dia. Só que no outro dia ainda foi uma canseira, sistema fora do ar, internet que por aqui é péssimo, muito trabalho na fila, etc. Nesse momento é interessante você já saber quanto irá pegar o permisso, pois já vá no Marco e compre as passagens. Por minha sorte, eu iria comprar as passagens da moto e a minha para o dia seguinte, na quinta-feira, por a minha estar mais caro, eu comprei a minha para sexta-feira, de 480 mil caiu para 190 mil, não da para dispensar esse desconto né hehe.
Então no outro dia, na quinta-feira, fui à DIAN, tirei fotos e ele terminou meu permisso, mas fiquei mais de 2h ali esperando, muita demora, com o Permisso nas mãos, fomos ao aeroporto despachar as motos, o Marco foi junto no carro dele, chegamos lá mais burocracias, pediram um novo documento, um tal "Nada Consta", que para eles chama Constância Secretarial, esse documento você irá fazer na Polícia Nacional, dentro de um complexo muito burocrático para entrar, eles dificultam tudo ali. Para fazer esse documento pediram mais outros documentos, voltei ao hotel e peguei, só que foram almoçar, fiquei 2h esperando voltar, fizeram, mas cobraram 65.000 pesos (19 dólares), isso foi bem suspeito, pois todo documento público na Colômbia é gratuito, então.... Então que a moto era para ter despachado as 9h da manhã, já era 15h, chegamos ao aeroporto e adivinha? Não pediram o documento que fiz na Polícia Nacional, é pracabá isso!
Não falei ainda, mas depois de pegar seu Permisso na DIAN, já corra atrás de fazer o SOAT, seguro obrigatório, faz aqui mesmo em Letícia, só que fica mais caro, aí nas fotos tenho o contato da Veronica, que faz por 30 dias, 90000 pesos, fica mais barato, então enviei para ela todos os documentos que ela pediu via whatsapp.
Enquanto isso, no aeroporto, ja as 16h, vistoria na moto, pediram para desligar a bateria, para né, não vou fazer isso, teria que desmontar a moto, falei para eles que tinha uma chave liga/desliga ali que cortava a bateria e passou hehe. 216kg a moto, com acessórios e bagagem, gostei muito disso, está bom! O valor para despachar ali é 3000 pesos por kg, só que com o Marco ali ficou por 2200, então paguei 480.000 pesos (140 dólares) o trecho Bogotá/Letícia é bem mais caro, em torno de uns 1.500,000 pesos para uma moto. Pronto, voltamos ao Hotel, ja final de tarde. Imagina se tivesse como ter comprado minha passagem para as 13h? kkkk. Saímos para comer algo, que claro, Colômbia é para isso hehe, fomos dormir e no outro dia é esperar as 11h, fomos ao aeroporto!
Então, sexta-feira, chega de Letícia, o Marco não pode nos levar, sem problemas, pegamos um Tuk-Tuk hehehe pensa na felicidade do menino aqui andando nisso kkkk, aeroporto, lembre de ter feito seu checkin no dia anterior, em 2018 era muito feio, agora reformado, ficou bonito, mais fresco. avião, Bogotá a vista...  (não curto avião rs), chegamos ao aeroporto e encontro o Eduardo, o Gringo, gente boa demais, marcamos de nos encontrar ali, porque ele estava fazendo o trecho inverso ao meu e nos topamos ali, festaaaa, e claro em um Juan Valdez hehe. 15h, é hora de sair, como ainda estava dia, aproveitei para ir na Air Cargo Pack, que fica de frente, fomos a pé ali mesmo, para já me adiantar os trâmites para o Panamá, foi fácil achar, no escrito, um brilho nos olhos, aquele lugar que você só via nos vídeos dos outros, um lugar que para mim é uma honra estar ali, é um divisor das águas para o motociclismo aqui, existe o motociclista pré Panamá e pós Panamá, então estar aqui é um marco para mim, porque é uma etapa muito difícil passar daqui, tanto financeiramente como distância. 
$1.250,00 (dólares) isso mesmo, foi o que paguei só da moto! Não tem menos, a 3 semanas atrás era 1000 dólares, subiu muito por vários motivos.... Mas então, já deixei os papéis para adiantar o processo, isso na sexta-feira, e fiz muito bem, pois teria que voltar depois só para isso. Paguei, tirei foto, fiz vídeos... Fiquei de voltar terça-feira para os trâmites finais, aduana, polícia narcotráfico, etc.
Então fomos, eu e o Fred, para um apartamento de um amigo dele, já final do dia, não rolava pagar hotel, foi bom, economizei 1 diária hehe.
Não falei ainda, Bogotá, altitude e frio, meu organismo não estava acostumado a essa mudança radical, então alergia vindo aí rs, mas no dia seguinte já havia me adaptado, ihuuu. No apartamento, água fria, pensa no sofrimento hehe, mas banhei!
E assim ficamos, para no outro dia, pensar no que fazer ao retirar a moto da Air Caribe.

O Câmbio: 1 real=725 pesos, no meu caso, o fator de conversão que irei usar para dólar é= 0,000290. Para entender, nos vídeos do meu canal youtube explico, desde o primeiro episódio!

- 7 dias antes de entrar na Colômbia:
https://apps.migracioncolombia.gov.co/pre-registro/public/preregistro.jsf 
Não precisa PCR nem seguro com Covid, me pediram vacina febre Amarela. 

























































DIA 23-28/04/2022
Bogotá
Estar de volta à Bogotá, foi interessante, dessa vez mais intenso!
Sábado, é dia de pegar a moto na Air Caribe, taxi até lá, foi rápido e fácil, esvaziaram os pneus, acho que para procurar drogas, mas tenho um mini-compressor.
Enquanto isso, mil coisas na minha cabeça sobre o que fazer a partir dali, mudei meus planos, tomei uma decisão, não irei pegar a moto e procurar um hostel. Como a moto já estava pre-preparada para voo, resolvi deixar na Air Cargo Pack, assim economizo pagar estacionamento extra perto do hostel e o principal: Meu SOAT não havia ficado pronto, então resolvi cancelar o processo com ela, assim economizo 90 mil pesos, e andar com a moto em Bogotá sem SOAT seria burrice. Fiz bem, deixei na Air Cargo que é ali do lado, e fiquei de voltar na terça-feira para dar andamento nos trâmites. Daí nos separamos, o Jhon Fred voltou para seu apartamento e eu peguei um uber rumo à Candelária, um bairro bem turístico, onde nasceu Bogotá, 8 dólares. Tinha marcado alguns hostels, então, sem moto para procurar fica mais fácil, todos juntos ali, achei um bom, Fátima Hostal. $8,70 dólares a diária, muito bom, quarto compartilhado, cozinha, banheiro compartilhado, uma vibe de hostel é legal, se conhece muita gente de fora, com suas histórias e estilos, sem falar que tem vários ambientes para trabalhar e internet muito rápida, bem no centro de Candelária, onde se pode conhecer tudo a pé. O famoso Chorro de Quevedo, onde nasceu Bogotá e sua linda história que vou narrar no video do youtube. Plaza Bolívar, onde está todo centro cultural, a catedral, os palácios do governo, justiça, feirinhas locais, é show aqui, com seus casarões antigos, históricos, museus gratuitos e ali perto o Cerro Monserrate. Nesse tempo, chega o Renan, de Cuiabá, que veio do Ushuaia aqui na CB500X, muito gente boa, daí ficamos aqui no hostel, damos um role, fomos ao Monserrate, show lá em cima, só vendo nos vídeos para acreditar!
A COMIDA! Não posso deixar de mencionar esse sinônimo da Colômbia, a fartura gastronômica aqui é incrível, lembra quando falava que Arepa era ruim? Mas era porque não estava comendo do jeito certo, comia frio, não e legal hehe, Arepa tem que ser quente, na chapa, com queijo, frango, é uma delicia, uma massa de milho branco na chapa que voce precisa experimentar, sem falar nos outros pratos típicos, Chicha, Bandeija Paisa, Bunuellos, Papas Rellenas, o Café, as frutas que só aqui tem com uns sabores muito diferenciados, experimentei muito num Free Walking Food Tour que fiz aqui, foi louco! No hostel você tem acesso à várias atrações e tours. Comprei a minha passagem de avião para o Panamá, 120 dólares, para dia 28, quinta. Na terça-feira, fui à Air Cargo Pack fazer os tramites burocráticos da moto, aquele momento. Já sabia que iria enfrentar o dia todo, pois todos narravam que era das 8h as 18h. Cheguei cedo lá, já estavam me esperando com a papelada, muita papelada, mas tinha um agente designado pela Air Cargo Pack para desenrolar o processo junto a mim, facilitou muito! O complexo aeroportuário é enorme, então em alguns lugares agente ia no carro dele. Fomos à DIAN, dar saida da moto, foi rápido, todos se assustaram com a rapidez lá, sorte minha então hehe. Depois a polícia narcóticos só iria atender depois das 2, mas resolveu me atender mais cedo, agora sim vem a parte chata, passar a bagagem no RaioX, e como tinha muitas coisas, tem que tirar tudo de cada baú e a mala, DEU B.O.! Tinha ganhado da Kawasaki Avant Motos de Goiânia 4 Motuls (3 C3 e 1 C1), não pode ir no voo, teria que deixar, todo aerosol é proibido, também tinha um bujão de gás do fogarei mas não acharam, então fiquei quieto hehe. Mas aí vem a parte que sempre falo, aduanas não é o lugar para ter raiva e perder paciência, assim que notei que o policial da narcóticos e o agente aduaneiro eram motociclistas, parti para cima hehe, já dei adesivos, já fiz amizades, ja se inscreveram no meu canal, fiz fotos e isso ajudou a maneirar o clima, que depois disso fizeram vista grossa com o resto. Só me apreenderam 1 Motul C3 (que era o que já vinha usando, estava quase vazio hehe) perdi muito pouco!
Depois é montar tudo na moto denovo e sair do complexo, que não pode tirar fotos nem vídeos, mas estava fazendo pois o clima ja estava "tamu em casa" hehehe. Para entrar onde está o RaioX tem que deixar carteira, celular, camera, tudo no guiche de entrada, por um capacete branco e colete do aeroporto, saí, e ali mesmo o Camilo (agente da Air Cargo) me entregou a papelada final e encerramos!
Voltei ao escritório que fica no andar de cima da cargo, e a moça me explicou como seria no lado Panamá, muito simples! 13h da tarde, tempo record! Fiquei muito feliz com isso, vim esperando uma tempestade e peguei um clima bom hehe ufa! Nesse intervalo o Renan também estava despachando a moto dele, só que para Letícia, iria fazer meu caminho inverso. Muita gente faz esse caminho por Manaus / Letícia / Bogotá, o tempo todo, é que não se divulga muito. Economiza dinheiro e tempo, que no meu caso é essencial por agora, quando voltar do Alaska, aí sim, farei com mais tempo.
Voltamos ao Hostel, deu tempo para uns uploads, refrescar a mente, pensar um pouco, já ir falando com o apoio lá no Panamá que vai me receber e me ajudar lá... NÃOOOOO MOOOOÇÇÇOOOO, esse nosso motociclismo é loucura como a rede de contatos e apoios flui e ajuda muito hehe Resolvi cozinhar no hostel hoje, para comemorar, o Renan pagou toda compra, e aquele vinho top. Momentos!
Na quarta-feira, levantei cedo, as 5:30 já estava de pé, trabalhar o dia todo, vídeos, uploads, blog... às 15h havia terminado tudo, estava preocupado pois só tinha vídeos no canal para essa semana, agora tenho programado até para final de maio, o Delay é necessário, não tem como! Só os uploads que foi até madrugada. Há, também nesse prazo já fiz a Declaração Juramentada do Panamá, só ir preenchendo os campos, nada de mais. Fiquei ali no hostel até quinta-feira cedo, só na vibe de hostel mesmo, já havia caminhado muito pela região, aproveitei muito aqui, não posso reclamar! Conheci uma galera do XTZ Club Bogotá, que me deram uma camiseta e um boné, muito gente boa, o motociclismo aqui é forte!
Então é isso, Colômbia é vida! Vamos  ver o que me espera no mundo novo, meu 14º país novo, até aqui estava no quintal de casa, agora parto para um novo mundo, novos amigos, novas culturas, novos desafios, espero e conto, que dê tudo certo. #Partiu Panamá!



































































































DIA 28-30/04/2022
Bogotá-Ciudad de Panamá
Depois de muitos dias em Bogotá, é hora de partir, meu voo sai às 15h rumo ao Panamá, chego 4h antes no aeroporto, lotado. Logo na fila de pegar o voucher, pela Avianca, recebo a triste notícia que é preciso uma passagem de volta à Colômbia (na verdade você precisa de uma passagem de saída do Panamá), eu já sabia disso, mas quis por a prova de que se mostrasse o papel da Air Cargo para comprovar que iria sair com a moto desse certo, afinal, é lógico e racional isso! NÃO! Eles não aceitaram, imoralidade essa ação. Então corri para o plano B. Disse para a moça que não concordava com o ato, mas que eu tinha ali uma passagem de onibus, do Panamá para Costa Rica, pela Ticabus. Ela aceitou, ufa.
Existe várias formas que a galera acha de bular esse ato imoral de nos extorquir, essa minha fiz quando ainda em casa, comprei a passagem, imprimi o voucher e depois cancelei, não sei se deixam cancelar mais por agora, tente aí. Mas outra forma que o pessoal tem feito é fazer uma reserva de voo, e quando chegar ao Panamá cancele, também dá. Pelo google você acha outras formas que o pessoal está usando, como um site que emite a passagem para onde quiser, por 15 dólares, essa passagem tem toda validade para uma possível consulta, não sei mais sobre isso, mas um amigo fez e deu certo, creio que é a mesma forma de reserva, depois eles cancelam para você automaticamente, mas você perde os 15 dólares.
Depois de pegar o voucher, vai para outra fila grande, ali faz a sua imigração da Colômbia e logo após aquele bendito raio-x onde perdi um alicate de unha, aff. Depois, área de espera do voo.
Bom, fiz o câmbio que restou dos pesos colombianos e já anotei a perca cambial em meu app, deu 4 dólares de perca. Bom que no Panamá é dólar, então não há cambio a fazer.
O voo chegou as 17h, ainda dentro do avião você recebe uma ficha para preencher e entregar quando na aduana, quando o voo chega você vai para a migração do Panamá, nada de mais, depois outra fila para Aduana, outro raio-x, mas bem básico. E listo! Estou no Panamá, ihhuuu!
Já entrei em contado com meu apoio, o Ino (de Inocêncio, me foi indicado pelo Bob Mamao, do grupo de whatsapp que falei antes), já era noite, quando chegamos ao ponto de apoio, que é um bar, encontro de motociclistas moto clube deles aqui, estavam fazendo um churrasco, legal. Aqui irei ficar com um argentino muito gente boa, o Gustavo, que está viajando com uma tornado à 10 anos, esse sim, vive intensamente, vai levar mais 5 anos para chegar ao Alaska hehe, ficou no Brasil 4 anos, então ajuda muito no espanhol/português, ali ficamos, dormi num sofá sem coberta nem lençol, também não havia banheiro nem chuveiro, mas nos viramos. O importante era o apoio, muito essencial para quem quer evitar pagar hotel, e em dólar! Sem falar que nos apoios é onde você consegue as informações úteis e mais importantes, ali mudei muito meu roteiro, tive acesso à varias dicas, foi muito top!
VAMOS À MOTO: Como cheguei na quinta-feira anoite, na sexta-feira o Gustavo me levou ao aeroporto de carga, a Tabosa SA. Ali de cara tive que pagar 70 dólares para retirar a moto, ok. Depois aduana, papelada, é tudo ali perto, da para ir a pé, tive que pagar mais 3 dólares para formigação da moto. Depois de tirar a moto, dar aquela conferida, tudo ok, antes de sair, passar de novo na Aduana para terminar o processo e pegar o Passe Libre de Transito e outro carimbo no passaporte. Pronto, ufa, vamos lá, finalmente começar a rodar, mas antes, preciso fazer o seguro, são 30 km do aeroporto até o apoio, o Ino iria me levar em um lugar para fazer o seguro, então é arriscar. Perto do aeroporto não achei onde faz. Com toda papelada, ele me levou e fizemos o seguro, 25 dólares. Ok. Agora sim, tudo ok.
No sábado, eu e Gustavo, fomos passear pela cidade, não poderia deixar de ir. É tudo muito longe e transito bem complicado, tive 3 esbarradas aqui rs. Fomos à uma ponta muito famosa, muda tudo, parece EUA, depois fomos à cidade velha, quanta riqueza histórica, altas fotos e vídeos. Depois o contraste com o moderno.
E finalmente, partimos para conhecer o famoso Canal do Panamá. E como de praxe, fomos direto à Miraflores, onde há um museu, toda estrutura turística e muito bem organizado de onde se pode ver as eclusas de cima funcionando e tal, paga 10 dólares, o Gustavo não quis pagar e eu fui na onda dele, pois logo a frente tem outro lugar que dá para ver quase a mesma coisa, de graça e ainda um belo passeio, Pedro Miguel, ficamos maravilhados com o funcionamento. Depois seguimos para cima, passamos por uma linda ponte bicententária por cima do canal, foi emocionante, precisa conferir no vídeo do canal youtube!
Na volta, entramos sem ser convidados nas eclusas de Pedro Miguel, fomos até na beira, e rápido porque o guarda veio atrás bem ligeiro hehe, mas depois de uma boa conversa educada, saímos, deu umas tomadas inéditas!
Depois de muito rodar, compramos umas frutas e voltamos para o apoio. Foi um dia bem intenso e legal! Sábado, teve live no meu canal youtube hoje, e como é final de mês, também passei todo meu financeiro para a galera, está aí na imagem explicando tudo quanto ainda tenho, quanto já gastei e com o que gastei. Amanhã é dia de rodar, pegar a Panamericana!

- Antes de entrar no Panamá:
https://www.panamadigital.gob.pa/
- Moeda: dólar 
- Não precisa PCR nem seguro viagem com Covid, mas precisa cartão de vacina com as 3 doses.
 

































DIA 01/05/2022
Ciudad de Panamá - La Yeguada
Nada melhor que sair de uma cidade grande num domingo, foi top, passei pela Ponte de Las 3 américas, incrível canal! Respeitando os limites de velocidade, de tanto a galera falar que aqui a polícia pega no pé mesmo, então... Panamericana é legal e tal, mas não curto rodovias, assim que saí dela rumo a um lugar que queria muito visitar, tudo muda, El Valle de Antón, incrível, me deu uma vontade de ficar aqui, mas meu destino hoje seria um camping muito legal, no algo de uma montanha, estava ansioso por isso! Fiz 2 'U' invertidos hoje pelo país, indo ao centro e voltando à panamericana, e em direção à famosa Yeguada, é incrível como o interior do Panamá me fascinou, aquelas casinhas cheia de flores, tudo bem arrumado, sem muro, tudo organizado, parece país de primeiro mundo; fui subindo montanha, chegando lá às 15h, melhor hora, um caminho fascinante. Fui para acampar, mas chegando, é um parque nacional, paga 10 dólares para entrar e acampar, mas não quis pagar isso, apesar de ser um parque, a estrada toda é muito legal e na vizinhança há outros campings particulares mais barato, e ali começa a chuva, fui atrás de camping mais barato, achei por 7 dólares, vai nesse, paciência. Então fui numa mercearia de um tio bem legal, seu Luiz, comprar coisas para cozinhar no camping, ali ele me ofereceu um quarto, bem rústico, sem conforto algum, mas me fez por 5 dólares... aí eu olhei para o tempo, chuva ficou forte, não deu outra. Seria burrice acampar naquele aguaceiro e ainda pagar mais caro só para fazer fotos e vídeos, não é para mim, muita chuva, vi a galera lá sofrendo nas barracas hehe, não não. Vou ter outras oportunidades, acabei comprando as coisas mesmo assim e cozinhei ali mesmo. E a chuva aumentou. Foi uma ótima decisão. Fui dormir, no outro dia tinha outro destino, o famoso Refúgio do Mamao!


















DIA 02-04/05/2022
La Yeguada - Refúgio do Mamao
O dia amanheceu lindo e com sol, soltei um drone no lugar, fiz meu café da manhã e parti rumo ao destino de hoje, pelo caminho outro fascínio, como eu fiquei maravilhado com o interior do Panamá, não dava nada por isso, muitas montanhas, muito regionalismo, mais drone! É cada cidadezinha mais fantástica que outra, foi incrível.
Para ir ao Refúgio do Mamao, teria que pegar a chave de lá com a filha dele, que estava na panamericana, então fui la, ela me passou a localização, mas foi complicado de achar, porque o ponto estava uns metros atrás e não achava, mandava msg e ela não lia, isso foi me deixando agoniado, mas logo ela atendeu e resolvemos, peguei a chave e novamente subir montanha, rumo ao Refúgio, quanto mais chegava, mais era lindo a região, ali me dei conta o que é viver com qualidade de vida, incrível região. Estradinhas curtas, cheia de curvas, asfalto novo, cachoeiras, canons, pueblos... logo chego ao Refúgio, famoso refúgio do Mamao, um lindo lugar de apoio para viajantes do mundo todo, todo arrumadinho, no alto da montanha e a beira de um canon, todo estruturado, na verdade é um container com uma área grande, tem 5 camas lá dentro com banheiro, e o mais legal, estava sozinho aqui hehe, tinha todo o refúgio só para mim. Já fui a um mercadinho local comprar coisas para 3 dias aqui, 15 dólares tudo, mas bem farto! E cai chuva, estava aqui num lugar mágico, como adorei estar aqui. No outro dia parti para conhecer outro lugar que havia marcado no Maps: BOQUETE! Pode ser um palavrão em portugûes, mas aqui é uma linda cidade, muito bonita, turística e rica. O trajeto até aqui também é outra magia de tão lindo, mas o destino hoje seria além do trajeto, visitar o Vólcan Baru, mas moto não podia entrar, e também não estava afim, so vim pelo trajeto, estava muito nublado e teria que ter enviado um email antes, e só se sobe com guia. Voltei apreciando o trajeto, takes de drone e voltei ao refúgio, trabalhar, editar vídeos, bora lá!
No outro dia, só no notebook, já preencher o site da entrada da Nicarágua 8 dias depois, apreciar a natureza, caminhar, que mundo fantástico! Nesses 3 dias cozinhei o que estava com vontade de comer, arroz, feijão, sardinha, macarrão, ovos, milho, muita cebola... É isso!






















DIA 05-06/05/2022
Refúgio do Mamao - Apoio Evelyn em San Isidrio - Panamá / Costa Rica. 
Apesar do dia anterior ser de muita chuva, hoje amanheceu de sol, ufa, vamos subir mais as montanhas, deixar o Refúgio foi de pura saudade, mas parti, hoje aduana, meu 15º novo país: Costa Rica. Pelo caminho muitas curvas e serras, alguns pare/siga, até que chego na fronteira, fiz as saídas, no passaporte e da moto, tudo fácil, sem filas no lado Panamá ok. Adeus Panamá, foi um prazer.
Ao lado já é o local para entrar na Costa Rica, passaporte ok, mas na hora de entrar com a moto, problema. A moça não estava aceitando o documento da moto impresso, segundo ela, queria o original, aquele nosso verdinho que no Brasil não há mais, e por mais que eu explicasse a ela que agora é só digital, ela dizia que a lei diz que precisa do original, aff. Então não me deixou entrar. Depois de pensar no que fazer, fui no carinha anterior, que carimbou meu passaporte, ele é um motociclista também, gente boa, expliquei para ele e ele foi la conversar com ela, ligaram na outra fronteira, lá da panamericana, onde passam a maioria das pessoas, inclusive os brasileiros. Daí ela voltou, não muito conformada, mas me deu 10 dias de permisso da moto, ok, não vou reclamar, da para chegar à Nicaragua. Daí ela já emitiu o boleto para pagar o Seguro da moto, ali mesmo, tive que ir numa ferragista perto, pagar. 44 dólares! Dei uma nota de 100 dólares e peguei o troco em Cólon, deu 42 mil colones. Voltei e ela emitiu o seguro, tudo pronto. Abasteci no lado Costa Rica, bem mais caro, 1,3 dólares o lt.
Listo, vamos ao apoio de hoje, mais caminhos de muita serra e já mudou muito o regionalismo, as casas, pessoas, é mais interior normal mesmo.
Chego à Evelyn, uma senhora muito simpática e seu marido canadense, aquele tipo de casal que gosta de receber viajantes em sua casa, que aliás, que casa, parece um palácio de tanta hermosura, toda decoração estilo Selva, vários ambientes bem legais e tudo muito ajeitado, um quarto só para mim, legal, tenho evitado muitos hotéis com esses apoios, isso é muito bom, e aqui já comecei a organizar as proxímas paradas, ajustes nos roteiros e novos apoios, que só terei mais 1, depois é pagar hostel e acampar! Anoite ela fez uma bela lasanha, chamou alguns amigos e um motero muito gente boa também.
Há, não contei, durante esse dia, logo cedo, recebi uma daquelas sujeiras no olho, uma pedrinha, aquelas que agente lava e logo sai, mas essa incomodou muito, começou a dar medo, anoite depois da lasanha, o amigo da Vstron 650 Retana, presidente de um MC aqui, teve que me levar numa farmácia e compramos algo para o olho, deu trabalho hem!
No outro dia cedo, o olho ainda estava ruim, mais colírio e foi melhorando, mas não totalmente.
Bom, enquanto aqui, já liguei no note, fiz backups, atualizei esse blog, ajustes de roteiros para por no meu garmim, vídeos e algumas coisinhas.

- Moeda: Colones, no meu câmbio em dólar, o fator de conversão foi: 0,00134
- Não precisa de declaração em site, só papelada em comum mesmo.










DIA 07/05/2022
Apoio Evelyn em San Isidrio - Apoio no ônibus mágico do Samuel
O dia amanheceu sem chuva, resolvi ir pelo pacífico, para conhecer umas praias famosas aqui, região de montanha e muita serra até o mar, conheci várias praias lindas, Playa Dominical, Jacó que essa sim ficaria uns dois dias. Nesse tempo, já falando com meu apoio de hoje, me passou a localização e mandei o gps ir, pelo caminho a famosa Ponte de Crocodilos, que vou te falar, não dava nada, achava que iria ver uns jacarés e pronto, mas vi seres estranhos, um aligator do tamanho de uma camionete!
Subi Serra, um pedágio de 700 colones, foi subindo e não parou mais, aqui eu teria que fazer um desvio para auto estrada, mas o gps me levou pro interior e umas estradinhas que foi ficando sinistro, no alto da montanha, muita neblina, que não enxergava 10 mts a frente, chuva e subidas tão inclinadas que a moto de primeira, cabo enrolado, não estava dando conta, achei que ia quebrar a embreagem ou relação de tão forçado que estava! Se apagasse ou parasse nessas subidas, era chão!
Até que cheguei ao destino, um ônibus mágico hehehe só pra mim hoje, no alto da montanha. O Samuel está reformando ele, está parado, não funciona por agora, mas serviu para um bom descanso ao som dos Coiotes anoite hehe.
Deu para ter uma noção de como é ter um motor home e seus detalhes, quem sabe um dia!














































DIA 08/05/2022
Apoio no ônibus mágico do Samuel - Vólcan Arenal, La Fortuna
Foi bem legal dormir no ônibus mágico, mais legal ainda foi a estradinha que peguei daqui até La Fortuna, eram só 90 km, mas tirei o dia todo para fazer, sem pressa, por cima das montanhas, um espetáculo de paisagens de tirar o fôlego, muitas serras e curvas e logo por dentro da selva, rios e cachoeiras incríveis, esse trajeto não esquecerei. Cheguei ao Hostel Dantas, 10 dólares no quarto compartilhado, muito legal a vibe de hostel, gostaria muito de poder ficar todo dia num hostel. Quanto ao vulcão, não rendeu muito, por conta da chuva e muitas nuvens, só em um pouco momento consegui fotografar, mas deu para curtir a cidade, comer algo e voltar ao hostel, editar uns vídeos, uploads, etc.

















DIA 09-11/05/2022
Vólcan Arenal, La Fortuna - Playa Tamarindo
Hoje é o dia de fazer o PCR para entrar na Nicarágua, fazia parte do meu planejamento, hoje segunda feira, para na quinta-feira ir para aduana, então nesse intervalo ficaria num paraíso chamado Playa Tamarindo. Fiz o PCR no meio do caminho, em Libéria, foram 46 dólares, ficou pronto 24h depois e já enviei para o email da Nicarágua quando fiz 8 dias antes de entrar. Nicarágua é aqui na América Central um país complicado. Feito, parti para a praia, um lugar muito famoso e conhecido entre os Costariquenhos por ser muito turístico e muito caro, por isso já fui com planos de acampar. Chegando lá me maravilhei com o lugar, fantástico, já fui logo à um camping que havia marcado no maps, paguei 23 dólares para 3 dias, mas tem tudo, água, wi-fi, energia, segurança, banheiro, cozinha, tudo que eu precisava hehe, sem falar que fica a uns poucos metros da praia, bem colado! O único inconveniente aqui é o calor, é um calor tão intenso e úmido que anoite não consegui dormir fácil, mesmo sem a lona externa da barraca, escorria suor o tempo todo! No primeiro dia fui comer fora, mas não dava para pagar comida todos os dias, então comprei coisas para cozinhar, gosto de cozinhar! Banho de mar aqui é sensacional, estranhei a água ser morna, tudo que conheço no pacífico era água gelada hehe, mas aqui bem legal, nos 3 dias aqui dei uma boa relaxada, mas os dias de terror que estavam por vir não esperava.


























DIA 12-15/05/2022
Playa Tamarindo - Fronteira Costa Rica/Nicarágua - De volta ao ônibus mágico
Hoje é dia de mais uma fronteira, minhas últimas não tem sido das melhores, mas essa mudaria toda minha vida.

Cheguei às 10h, fiz a saída no lado Costa Rica, no passaporte e no permisso da moto, tudo ok, na hora de entrar na Nicarágua já sente a diferença, muita papelada, burocracias, furmigação, lugares diferentes para ir, dificuldades de falar com as pessoas para pedir informações de onde ir, taxas e taxas, nesse intervalo, tive que esconder o Drone dentro da camiseta atrás e usar a jaqueta por cima, num calor de 32 graus o tempo todo, fiz a entrada no passaporte, depois na hora de fazer a aduana da moto, foram na moto fazer a revista na bagagem, tirar tudo e revisar, debaixo do sol quente ali mesmo no estacionamento com uma polícia, me perguntou se tinha drone, respondi que não, senão eles tomam ali mesmo na hora, é lei. Na hora de voltar e fazer a papelada, a moça me pediu o documento da moto, entreguei o impresso digital, ela me pediu o original, nessa hora eu já vi encrenca. Não aceitaram, depois de muita conversa, ela não autorizou, me disse para falar com o chefe da polícia, aí complicou mais ainda...

É melhor eu copiar e colar o que já há em minhas redes sociais abaixo (o trecho abaixo foi escrito 4 dias depois:
------------------------------------------------------------------
Não digo que o sonho acabou, mas pausou por tempo indeterminado.
Dizem que homem não chora, mas não há como depois de tanto que passei nesses 4 dias de muita tensão, 3 noites sem sono, tentando de tudo, esgotado fisicamente, psicologicamente, mentalmente, não tem como segurar. Ver um sonho parando assim.
No instagram e facebook tenho vídeos bem detalhado sobre esses momentos de tensão.
Por agora preciso partir para o Plano "Z", a volta para casa, isso mesmo.

Agradeço a todos pelos apoios e as inúmeras sugestões que claro, tentei todas e algo mais.
Desistir jamais, mas desistir depois de tentar tudo, há que ser aceito, não há mais alternativas (existe, mas inviáveis), nesse caso preciso ir para o outro lado da história, de que tudo na vida tem um motivo para acontecer, que seja feita a vontade de Deus, creio ser a vontade dele por um motivo maior e melhor para mim. Não posso reclamar, estou com saúde e dinheiro para voltar para casa, não estou na foça nem vou reclamar!

Jamais irei falar mau da Nicarágua, um lindo país que gostaria muito de conhecer, mas lei é lei, há que se cumprir.
Varias foram as sugestões e tentativas aqui, até agradeço a todos pelo bom senso em querer me ajudar de alguma forma, de enviar por container até Honduras (2000 dólares, inviável e não levam só 1 moto), barco, avião, desmontar a moto e por numa carreta (nem sonhando vou entrar ilegal com contrabando na Nicarágua e Honduras), comprar outra moto aqui, enviar um recibo da moto do Brasil para cá poderia ser uma tentativa, mas não quero viver de dúvidas (e só tenho permisso de 10 dias na Costa Rica), eles não são bobos, sabem o que é um recibo, falsificar documento (não mesmo), até um agente dentro da Nicarágua que é motociclista tentou me ajudar, mas já estava fora do escopo dele, pois o superior dele já havia me negativado no sistema, etc etc... Nesses momentos é preciso usar a razão e paciência, procurar meios legais e ir afinando. Foi o que fiz.

* Mais abaixo, no dia de Panamá / Bogotá, falo mais opções sobre envio de motos via Air Cargo Pack, para Miami, México, Guatemala, caminhão, etc... 

Então corri atrás das embaixadas, da Nicarágua e da Costa Rica. Que aliás, a embaixada da Costa Rica aqui em São José foram todos muito educados, amigos e tentaram me ajudar muito, na Nicarágua não consegui contato, mas amigos intercederam por mim e conseguiram, então enviaram a resposta dizendo que realmente na Nicarágua é preciso sim ter o documento físico original da moto para entrar, é lei e não há o que discutir. Agora, os tantos brasileiros que já conseguiram passar? Isso é sem explicação, é tipo, você ser o eleito da vez, de o agente aduaneiro não ir com você e resolver aplicar a lei em você, acontece. Também não quiseram aceitar aqui na Costa Rica, nas 2 vezes que entrei; mas depois de muito explicar sobre no Brasil só ter o documento digital e mostrar o impresso, eles me deram 10 dias para atravessar o país (tentei isso também na Nicarágua, um passe de 1 dia só para atravessar, nesse momento o chefe da aduana se irritou muito, não há muita conversa, mesmo agente tendo muita paciência, calma, falar baixo, tentar explicar, nada é aceito, sem conversa). (tenho a resposta em imagem aí).

Na Embaixada da Costa Rica me deram uma atenção maior, depois de várias conversas nesses 4 dias, a única coisa que puderam fazer é um documento timbrado alegando a originalidade do fato que "No Brasil não existe documento físico, só digital", com assinatura da vice consul e tudo. Mesmo porque eles são limitados, não há muito o que fazer, você não pode ir contra a soberania de outro país, não pode chegar lá e dizer para mudar a lei só para mim passar, não! E essa declaração firmada só vale dentro da Costa Rica.
Lembram dos casos na Bolívia? (não falo mau da Bolívia também não, quem me conhece sabe que fui e vou voltar lá várias vezes, amo Bolívia), só que tem suas leis diferenciadas, são tantos os casos de gente que tenta entrar com jeitinho brasileiro na Bolívia com a moto em nome de terceiro (mesmo com autorização de apostila de haia), tem a moto apreendida para leilão, nem o Itamaraty, embaixada, consulado resolve, é assim e pronto.

Ok, eu deveria ter estudado as leis da Nicarágua antes de entrar. Claro, o básico agente sabe, mas quem iria imaginar que isso iria acontecer comigo, visto que tenho acompanhado vários amigos subindo o tempo todo para o Alaska, desde quando o governo nos tirou o 'verdinho', passando por toda América Central e nunca tiveram problemas? São muitos!
MAS ESPEREM: Depois que esse meu caso viralizou pelas redes, tem aparecido sim casos de gente que teve o mesmo problema, mas não divulgam, não tem redes sociais, etc. Desde Argentina até aqui (é só cair na mão de um agente com um dia ruim). O problema é que o nosso governo criou algo achando que nós brasileiros só iriamos rodar dentro do Brasil, muito falho isso, (mesmo comunicando ao mundo a nossa novidade, mas só comunicar não ajuda, se a lei do país vigente exige documento físico original, acabou) e também não deu uma opção de emitir um documento físico original, mesmo cobrando por ele; outra falha muito grande nesse esquema digital, é que o QR CODE ali só funciona para polícia brasileira, quando o agente aduaneiro vai escanear usando o meio normal e comum que é pela câmera (como todo qr code é), redireciona para o google dizendo que 'esse documento é uma fotocópia...' (aí o cara olha para você e dá aquela risadinha, aff), como podem ter feito isso conosco?! Tá, tem um aplicativo que pode instalar e tal, mas fala isso para o agente como eu falei... ele não vai instalar nada, é obvio que não. E não adianta ter que mostrar textinho bonitinho da lei do Brasil dizendo isso ou aquilo, estando aqui é outra coisa. 
Não estou "DESISTINDO FÁCIL", não é assim não, vem para cá viver e passar o que estou passando. É complicado, uma coisa é estar no conforto do lar criticando os que estão vivendo na pele, outra é estar aqui.

Outra que o tal chefe da aduana, o agente muito sem boa vontade, já pediu para avisar que quem voltar para Nicarágua com esse "documento falso", terá o veículo apreendido. Esse cara, um sujeito que tenho certeza teve alguma richa pessoal com algum brasileiro no passado, um ódio estampado no rosto, grosso, sem muita educação, cada palavra que dizia era num tom de "saia daqui, o Brasil é para o outro lado, SAIA!".

Minha sugestão é, esperem o Brasil voltar com o nosso verdinho para vir para cá, ou busque alternativas, como enviar da Colômbia/Miami, containers internos aqui, mas tem que preparar o bolso para tramites de 2 mil dólares cada, mas é uma alternativa, para mim não dá. Tentar outra fronteira que não Penas Blancas.
Não sinto mais seguro em viajar sem documento assim.

Então aqui cessa todas minhas tentativas, é voltar para casa e um dia quem sabe agente tenta de novo. Eu poderia ir até Ushuaia novamente, produzindo conteúdos e tal... mas depois de um tapa na cara desses, você não tem muito ânimo para muita coisa, é como você prometer para uma criança que sonha em ter uma bicicleta no natal e no natal dizer a ela que só quando ela tiver 18 anos. Frustração. Ela não vai morrer por isso, mas...
Como eu disse, vou aceitar, tenho saúde, a moto está sem problemas, o dinheiro dá para voltar para casa e ainda sim vai rolar muitos conteúdos até lá. Não posso reclamar.

Tem coisas que temos que aceitar, foge do nosso alcance, controle. 
Por algum motivo, Deus quis assim, que seja feita a vontade de Deus, sempre.
Obrigado a todos.
------------------------------------------------------------------

Ainda aqui no ônibus mágico, no domingo, o Samuel, dono do ônibus, muito gente boa, um hermano e tanto, fomos ao Vulcão Poás, não dava muito por esse lugar, mas foi show, assim como a estrada para chegar até lá, muitas motos pelo caminho. Paga uns 20 dólares para entrar, mas valeu demais, é o vulcão com a maior abertura da cratera da América Central, apesar das nuvens, sempre há aberturas do tempo e dá para ver toda magia da boca de um vulcão ATIVO! Em 2017 ele explodiu, danificando muitas coisas ao redor, por estar ativo há muitas precauções. Depois de se maravilhar por estar na boca de um vulcão ativo, voltamos por outro caminho, show demais Costa Rica! Meu último dia no ônibus mágico, natureza, montanha e sonho... foi show aqui, anoite fui fazer caipirinha na casa do sogro do Samuel hehe, eles gostaram, conversamos muito sobre várias coisas, interação cultural, foi legal. Mas no fundo no fundo, apesar de estar no paraíso, a mente estava em outro lugar muito ruim: o lugar da frustração e decepção, até agora não me recuperei, ainda mais quando lembro que estava a um pequeno passo do México, USA... não dá para acreditar. Me esforço para sorrir.






(Essa foi a foto mais ao norte que tirei, o ponto mais próximo do Alaska que consegui chegar, ao fundo o Vulcão Maderas, Nicarágua, pelo menos pisei no Solo Nicaraguense e registrei no passaporte, meu 16º país).































----------------------------------------------------------------





----------------------------------------------------------------



DIA 16/05/2022
Ônibus mágico - Ciudad Neily (fronteira)
Vamos descer montanhas, rumo à Puntarenas, um lugar famoso na Costa Rica, no caminho foi dando lugar do frio ao calor do pacífico, em Puntarenas, um lugar diferente, é tipo um bico mar adentro, um grande porto com lugares turísticos, deu até drone! Saí dali e fui costeando o pacífico, altas praias bonitas, revi algumas que já havia passado e disse que não viria novamente e olha eu lá, aff Finalmente chego ao meu destino debaixo de uma chuva muito forte, foi a chuva mais forte que peguei até hoje. Cidade perto da fronteira, pois sabia que no outro dia iria enfrentar outra fronteira, já traumatizado pelo documento da moto (mas não seria esse o problema que iria enfrentar). Não gosto de fazer fronteira final do dia, ainda bem que fiquei aqui, um hotel muito, mas muito ruim também, aqueles de frente a rodoviária, um entra e sai de gente a toda hora, quarto no corredor, crianças correndo e gritando de madrugada hehe, não deu para dormir bem aqui. 20 dólares, o mais barato aqui e os donos são muitos... não curto hóspedes!



















DIA 17/05/2022
Ciudad Neily (fronteira) - Santiago de Veguaras (PASO CANOAS, Costa Rica / Panamá)
Acordei com cara de quem não foi para cama, com muito sono, tanto pelo barulho, mas mais pela ansiedade e preocupação com uma nova aduana.
Cheguei lá as 8:00hs, fiz a saída da Costa Rica, tudo ok (já havia pago o imposto de salida pelo celular antes), na entrada ao Panamá, lugares difíceis para encontrar, mas um tramitador me chamou e fui com ele, facilitou os passos, pois tem lugares que são em umas salinhas afastado do complexo, junto à bares e cassinos, verificiar vacinação covid, passaporte, tudo ok, até que... é hora da entrada do permisso da moto, aff.
PROBLEMA, UM NOVO E PREOCUPANTE PROBLEMA!
Bom, da outra vez que passei aqui no Panamá, saí por Rio Sereno, uma fronteira acima nas montanhas, ali dei a saída do permisso, é normal, toda vez que se sai de um país, você tem que dar saída, baixa no permisso, ok (mesmo porque não tinha intenção de voltar, visto que estava indo para o Alaska e iria retornar por Miami), ok, agora na hora de entrar, não podia! A lei diz que você só pode reentrar no Panamá depois de 90 dias, 3 meses! WHAT? vai começar denovo, já eram quase 10h, depois de ter feito todo processo burocrático esse no final barra tudo, o que fazer? Nem eles sabiam, pois para entrar novamente eu teria que pagar uma multa abusiva, nem sabia o valor nem eles de tão alta. Então depois de muita reunião entre eles sobre o que fazer para esse meu caso chegaram a uma conclusão que não sabiam o que fazer! Então teria que esperar o chefe da aduana chegar meio dia, aff, já estava torturante estar ali naquele momento de tensão e calor, ter que esperar mais 2h para uma dúvida, nada concreto, foram 2h de muita tortura, tudo vem na mente, iria perder a moto ali mesmo, já estava disposto a tirar minhas coisas, pegar um avião e deixar a moto ali, é só um bem material, não iria me matar e iria economizar 1200 dólares do avião Panamá/Bogotá + 500 dólares até Letícia, mais navio, mais gasolina, mais documentos e burocracias... TCHAU CHIQUITA, foi um prazer! Quanto desgaste.
Mas finalmente o chefe chegou, e ainda não resolveu de pronto, teve que ligar na capital, pedir autorização aos de cima, e só então me deram 8 dias de permisso para voltar pro Brasil, não é de prache isso, foi um caso atípico, mas depois de muito explicar minha situação fizeram isso. Mostrei as conversas com a Air Cargo Pack para deixar a moto na sexta-feira (isso foi na terça), então eles viram que eu iria mesmo voltar ao Brasil e liberaram. Nesses casos, sempre que você estiver voltando para sua casa ao passar por um país, tudo fica mais fácil, diferente da Nicarágua que eu estava indo em direção contrária ao Brasil. Comemorei muito, finalmente, só me falta 2 adunas para chegar em casa, olha... de boa, mas quero chegar em casa, quero ver o Brasil, não estou afim de ficar passeando por agora pela América do Sul, que me interpretem mal, ou me julguem de fraco, mas faço por mim, cada um tem seu limite de lidar com perrengues x psicológico, minha mente agora não está no modo 'on' para passear, viajar, curtir... Quase perder a moto por 2 vezes e ainda ter um sonho quebrado, não é fácil.
Bom, estrada, tudo muda, regionalismo do Panamá, gostei mais daqui hehe, cheguei à Santiago final do dia, num hostel de 15 dólares num bairro afastado, num lugar sem nada de turismo, mas hostel lotado, vai entender hehe














DIA 18-20/05/2022
Santiago de Veguaras - Ciudad de Panamá
Acordei bem, hostel é legal, muita gente nova para conhecer! Parti para capital, meu destino de hoje seria o apoio de antes, ficaria 3 noites no mesmo lugar quando cheguei no Panamá, no Ino. Pelo caminho, apreciando minha última viagem de moto pela América Central, enquanto pelo caminho, sempre em trabalho, já me planejando meus futuros lugares e coisas para ir fazendo e já ir resolvendo, desde avião para Bogotá, até o navio até Manaus, é um planejamento complicado porque tenho que ir ajeitando as datas baseado no último, que seria o Navio dia 01/06. Tudo ok por enquanto.
Cheguei debaixo de muita chuva na capital, fui para o apoio, mas tive que ficar esperando quase 3h ele chegar para abrir lá. Apesar de aqui não ter banheiro para banho nem tomar banho, é bem melhor que pagar hotel em dólares hehe, não reclamo, sem falar que tenho o apoio e dicas do pessoal daqui.
Aqui preparei a moto, separei bagagem para o que vai comigo no avião e o que não vai. Cheguei na quarta, e na sexta já estava na Tabosa, em Tocumen, onde faz o despacho da moto pela Air Cargo Pack, mais 1250 dólares, aff, mas me fizeram um desconto dessa vez, nada grande mais foi bom. Na sexta-feira fui para lá deixar a moto, mais apreensão de preocupação devido ao permisso da moto, cheguei lá cedo e o pessoal da Air Cargo Pack já foi me orientando o que fazer, fui à aduana. Chegando lá, suspense, já meio que sabia que não ia ser tão fácil, pois meu permisso era meio diferente... Quando a moça pegou o telefone para ligar no Paso Canoas, lá em Costa Rica, aí já me baqueei, aff. Depois de muita conversa de meia hora, eles resolveram, ufa, é que meu permisso era uma coisa inédita ai, pois não era um novo permisso, era uma reentrada, com reabertura e 8 dias de permisso, diferente do passaporte, mas deu certo. Então voltei a Air Cargo Pack e a Leivy muito simpática terminou de arrumara para mim, colocamos a moto para dentro e foi só, eu fiquei sem entender porque não iam fazer raio-x, verificar bagagem, embalar, nada, nem narcóticos teve hehe. Não dá para entneder isso, as vezes é hiper burocrático, as vezes não, inexplicável isso. A vantagem de pagar um pouco mais caro pelo avião é que você sempre tem suporte do pessoal, onde ir, o que fazer e o resto eles mesmo fazem, se fosse enviar por container, teria que esperar o container encher, dividir com alguém, dizem que leva 1 dia inteiro lá em Cólon para os trâmites e é tudo longe um do outro. Não estou afim de economia porca não! Apesar da pouca grana que me resta, mas já estou economizando em tanta parte. Então voltei para o apoio, tive que vir de táxi, estava chovendo muito, mas muito mesmo, ia pegar o Metrô, mas havia esquecido do bilhete/cartão no apoio rs.
Cheguei, fui dar uma ida ao mercado comprar coisas para cozinhar e comer e atualizar o blog... Também já fiz o check-in do voo amanhã, resolvi vários contatos com empresas para transportar a moto de Bogotá à Letícia, tudo muito caro, até 4 vezes mais caro que o contrário e muito burocrático, vamos ver no que vai dar, pois amanhã, sábado chego lá, na segunda terei que retirar a moto e fazer aduana para Colômbia e só no outro domingo é meu voo para Letícia, bora gerenciar isso!
Enquanto isso, conversando com vários outros motociclistas que estão indo para o Alaska, e vão passar por aqui também, no mesmo modo, sem documento físico da moto e vão pela Nicarágua... olha, nada contra, mas estão bem animados em se arriscar, mesmo sabendo da situação atual, visto que pelo jeito de agora em diante eles irão lembrar do caso de brasileiros ao virem um por ali. Tomara que dê certo, que meu caso foi um caso a parte e o agente aduaneiro ali na hora nem lembre disso, não desejo esse perrengue para ninguém. Como já disse, há outros meios de contornar esse perrengue, claro, com um financeiro maior, mas há.

* Até hoje, recebo várias mensagem de gente enviando apoio sobre meu caso Nicarágua, dando sugestões que já tentei e os de sempre "E SE..." fizer isso ou aquilo... muitos insistindo que era só ter tirado o "verdinho" e ir, mesmo falando e insistindo que não há mais verdinho no Brasil (vou postar a declaração da embaixada provando isso) se alguém tem o verdinho, é um caso a parte, de moto anterior a 2021, ou que no seu estado tenha um modo que em Goiás não tenha, etc. Não há o que fazer, mudar, basta uma pesquisa que virá isso, que fulano foi e passou... Também não estou aqui para fazer tentativas de papel timbrado falsificado ou imitando documento... como já disse, os caras não são bobos! Essas tentativas podem custar caro, ainda mais com alguém marcado no sistema como eu em um país que por aqui na América Central tem um sistema político mais complicado... Por aqui eu vi como é fácil perder uma moto, ou mesmo ir preso por fazer besteira. É andar na linha sempre. 

FULANO FOI E PASSOU? Ótimo! que bom! Quer vir tentar com esses argumentos?

Ouça a voz interior, aquela divina e siga seu caminho, seja para lá ou para casa. Mas ouça! Tudo na hora certa, valeu muito a experiência, e que essa minha experiência, possa mudar as leis no Brasil para trazer de volta um documento físico válido que não seja só para rodar no Brasil.














































DIA 21-28/05/2022
Ciudad de Panamá - Bogotá (Colômbia)
Sábado, dia de pegar o voo para Bogotá, finalmente mudar de América, para o quintal de casa, em um lugar que gosto muito: Colômbia.
Peguei um uber para o Aeroporto, 10 dólares, não curto avião, é uma chatice, já na entrada para pegar o voucher da Avianca, lá vem o mesmo papo imoral de que você é obrigado a comprar uma passagem de volta ou saída do seu destino, mas eu já tinha algo na manga, quando comprei para Bogotá, já comprei para Letícia também, porque iria usar esse argumento, que não é válido se ele tivesse analisado rsss, o que fiz foi quando ele perguntou se eu tinha, eu fui convicto e rápido dizendo que tinha e já mostrei no celular a passagem de Bogotá para Letícia no Brasil (opsss, Brasil?, sim eu disse que era no Brasil para ele aceitar logo e não discutir, foi um tiro no escuro que deu certo hehe, duvido muito que ele saiba onde fica Letícia ou mesmo vá pegar e analisar isso, visto que a fila estava grande e ele na correria ali), essa questão já passei as dicas lá onde fiz Bogotá / Panamá, acima, tem outros meios de você burlar isso; depois não muito satisfeito em querer dificultar nossa vida (estão ali para isso), lá vem ele com o papo que minha mala era grande para carregar no avião, a que eu sempre levo, aff, me pediu para colocar na caixa, como ele não é quadrada, é retangular, não coube, mas sobrava um canto, daí para agilizar a fila ele deixou passar depois de muito retrucar, aff. Voucher na mão, hora de fazer a Imigração do Panamá (estranhei porque não bateram carimbo de saída, mas não há mesmo não), depois mais chatice, o Raio-X, até o sapato tive que tirar, mas passou, pois até o alicate de unha deixei no baú da moto hehe. Cheguei quase 4h antes aqui, não curto deixar para ultima hora não. Aeroporto de Panamá é bem fraquinho com relação aos outros, mas bora voar.
Cheguei em Bogotá, já no frio, altitude. Fiz a Migração, lotaaaaaadoooo, fila enorme, quase 2h na fila para entrar, tudo ok, carimbo e aduana (não da moto, mas nossa mesmo, é só passar, nada que fazer), peguei um taxi para o hostel que já havia reservado no booking para ganhar pontinhos no "Genius", mas antes fiz o Câmbio, agora ficou bem melhor de quando fiz entrando por Letícia, tudo que gastar aqui vou usar o fator de conversão para dólar de: 0,000262 (por Letícia meu cambio foi 0,000290). O táxi foi 25 mil pesos. Como era sábado, era ir para o hostel e só na segunda teria que fazer a Aduana da chiquita, minha penúltima aduana, tensão.
Candelária, Bogotá, o melhor lugar para se estar em Bogotá, lindo demais, muita movimentação turística, cultural, top. Domingo encontrei alguns amigos brasileiros que estão indo para o Alaska, de 1250, vão enfrentar a Nicarágua no meu mesmo jeito, mas estão confiantes que até chegarem lá, algo deva ter mudado, vou estar acompanhando e torcendo que dê certo, claro. Relato futuramente aqui no que deu! Mello, Cícero e Geovanne Martins, boa sorte e boa rutas para vocês, que Deus lhe acompanhe!

Segunda-feira, dia tão esperado para enfrentar a tal aduana! Saí cedinho, 6h já estava de pé, 8h lá no Aeroporto de Cargas, na Air Cargo Pack, estar de volta aqui deu uma sensação estranha.
Bom, aqui há o que discutir... Lembra lá atrás quando já vinha tendo contato com empresas para levar a moto de Bogotá para Letícia? Elas estavam cobrando entre 6800 à 7400 pesos por kg da moto, lembrando que de Letícia para Bogotá é muito mais barato, paguei 2200 pesos o kg, 480 mil pesos só. Daí, quando aqui na Air Cargo Pack, perguntei ao John, que é o capitão aqui, um gerente geral, muito gente boa, com ele já vinha conversando desde meses antes de sair do Brasil, então já criamos uma relação de amizade até aqui. Perguntei para ele se eles enviam para Letícia, e para minha surpresa, sim! Isso já me abriu a mente para encurtar vários processos! Daí já combinei com ele para enviar então, pois não iria precisar de tirar a moto dali do hangar, levar a outra empresa, pois, para fazer isso, eu teria eu desembalar a moto, encher pneus, gasolina, fazer o Soat que as outras exigiam (90 mil pesos), fazer uma placa para o capacete (essa até os brasileiros que por aqui passaram, tiveram que fazer, são bem rígidos nisso, um plotter/adesivo simples mesmo e pregar no capacete) pois iria transitar com a moto por Bogotá por muitos km, pois o hostel era do outro lado da cidade e ainda teria que tirar a moto da Air Cargo Pack para um estacionamento pago perto do hostel e só na sexta-feira levar de volta a outra CIA para reembalar a moto que eu teria que comprar insulfilm, papelão, esvaziar tanque, e ainda ter que fazer aquele documento hiper chato que fiz lá em Letícia, lembram? Constância Secretarial, uns 70 mil pesos e ainda ter que procurar onde fazer isso dentro da enorme Bogotá, seria um processo chato e caro. E deixando na Air Cargo Pack, não precisaria de nada disso, ufa. Foi uma mão na roda isso!

Mas agora veio a parte mais estranha!
Lá ainda no Panamá, havia combinado com o Capitão John (aliás, segue o contato dele: +57 31 2583-8584), para pagar o trâmite do Panamá/Bogotá em euros para ele quando chegasse em Bogotá, ok. Daí, já paguei tudo junto os 2 voos, mas acontece que quando fomos combinar o preço do voo da moto de Bogotá / Letícia, a moça lá veio com um valor de 8mil pesos kg, bem alto né, só que nessa hora eu peguei o recibo de quando trouxe de Letícia/Bogotá que foi 480 mil pesos tudo, ele olhou e disse, há ok, faremos pelo mesmo preço! (WHAT?????) fiquem sem entender nada hehehe, com assim??? não discuti nada, passei  mais 100 euros para ele e tudo ok! Realmente isso aqui foi um presente e tanto, me deu uma boa animada hehe, porque além de economizar em tantas burocracias, não iria precisar de tirar a moto, dali mesmo eles iam mandar para o outro corredor e por na Air...(alguma coisa, uma filial deles para voos nacionais), bão demais hehe. Sem falar que, como todo processo estava sendo feito pela Air Cargo Pack, ele já me designou um agente para fazer a Aduana de entrada da moto para Colômbia!
Olha, pode ter trâmites mais baratos para enviar e trazer a moto via Panamá, mas se vier para cá novamente, vou usar o mesmo esquema, é mais caro, mas o serviço e qualidade é incomparável, é a famosa "economia porca" que as vezes temos que evitar, por container ou por Turbo ficaria mais barato, mas a canseira e riscos são infinitamente maiores! Sem falar na educação e atenção que o pessoal dão aqui para você. Então esse agente ali mesmo na Air Cargo Pack já foi agilizando o processo da Dian (aduana colombiana) após, fomos ao prédio da DIAN, que fica do lado do complexo do aeroporto, dá para ir a pé mesmo, ali ficamos enrolados por 4h, muita burocracia e papelada, então às 14h estava tudo pronto, 6h de aduana! UFAAAA! Estamos quase chegando ao Brasil.

INFORMAÇÕES IMPORTANTES
- VALORES AIR CARGO PACK:
  • Para enviar a moto de Bogotá / Panamá: 1250 dólares, a volta mesma coisa;
  • Para enviar a moto de Bogotá / Miami: 3.000 dólares;
  • Para enviar a moto de Bogotá / México: 3.000 dólares;
  • Existe um outro esquema que achei interessante, você envia a moto de Bogotá para Panamá, ok. Do Panamá, eles podem enviar sua moto dentro de um caminhão até Guatemala por 6, 7 mil dólares, é uma opção, mas para isso, precisaria de umas 7 motos para compensar a logística, caso você esteja viajando em grupo, e queira evitar Nicarágua, existe essa opção, que no final acaba te custando quase o mesmo preço se fosse rodando e pagando as inúmeras taxas até lá com a moto. Daí você pega um voo do Panamá à Guatemala, não é ruim isso não, leva 15 dias de caminhão!
  • Valores atuais e negociações a parte, fale com o Capitão John (segue o WhatsApp dele: +57 31 2583-8584).
Então é isso, acabou aparecendo mais opções né, e até o final desse blog irão aparecer outras e vou relatando aqui, por isso a importância de acompanhar, pois é um aglomerado de informações reunidas!

Ganhei meu dia com isso, agora é voltar ao Hostel R10 e descansar até domingo, em partes, pois há muito trabalho no notebook, fazer compras para cozinhar e tal. O hostel é legal, tem uma internet ultra rápida de dar inveja, quarto compartilhado mas com banheiro dentro e a cama tem cortina para privacidade, achei legal hehe. 33 mil pesos a diária, 8,60 dólares.

* Uma coisa chata que ainda não relatei, mas, desde que anunciei minha volta para casa, tenho perdido muitos seguidores, muitos acham que por não ter conseguido e alguns dizendo (erroneamente) que "Desisti Fácil" acham que não terei mais conteúdos, pelo contrário, ainda tem muito conteúdo por vir, acho que tudo deva ser acompanhado sim, pois um dia Deus vai lhe permitir que você também irá vir realizar seu sonho de conhecer o mundo, de transpor os portões da América do Sul para Cima, irá precisar de toda informação possível sim! Sem falar que de alguma forma acaba me dando uma força com engajamento, principalmente pelo meu Canal Youtube.

"Algumas pessoas vão te amar pelo que você é; outras vão te odiar pelo mesmo motivo" (@DiarioDoPresi)

























































DIA 29-31/05/2022
Bogotá - Letícia (fronteira Brasil)
Domingo, o voo era só as 14h, sem pressa então. Levantei e fui curtir o resto de tempo em Bogotá que vai deixar muita saudade, hei de voltar aqui mais vezes! Cheguei no aeroporto umas 3,5h mais cedo. Como era voo nacional, não havia muita burocracia, mas meu foco era comprar coisas para casa, principalmente Café Juan Valdez hehe, foi top. Saímos no frios de 9 graus e cheguei em Letícia no calor de 30 graus, selva amazônica!
Como era domingo, imigração do passaporte estava fechada, que fica dentro do aeroporto, mas sem problemas, porque tinha até terça para carimbar, amanhã, segunda iria pegar a moto.
Fui para o Hotel Marina, do Marco, que estava fechado e fiquei umas 4h esperando alguém chegar para me passar um quarto.
Na segunda, fui a pé para o aeroporto pegar a chiquita, caminhar um pouco e economizar os 6 mil pesos do tuktuk hehe. Chegando lá, fechado, era feriado na Colômbia, ontem foi eleições para presidente, então no próximo dia sempre é feriado. Mas não dá nada, porque ainda tinha a terça, meu navio só saíria na quarta, então voltei e nada pra fazer hoje.

... continua ....

* AMIGOS, O DIÁRIO PODE TER UM DELAY DE DIAS OK, A PRIORIDADE SÃO OS VÍDEOS DO MEU CANAL YOUTUBE, E VIAJANDO E INTERNET LIMITADA PRECISO PRIORIZAR, ESPERO QUE ENTENDAM!







COMPARTILHE!


.

 




15 comentários:

  1. Parabens Aventureiro,estamos acompanhando

    ResponderExcluir
  2. Show de mais, estes amigos e apoiadores de Manaus precisam ir para o Céu ( estão sempre no apoio para quem os visita). Boa viagem e vamos na sua garupa sem colocar um peso extra mas sim desejando uma linda viagem.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns Amigo! Fantástico conhecer novas culturas e pessoas seus costumes lugares 👏👏
    Se Deus permitir quero fazer essa viagem ( abril 2023)
    Abraços e bons ventos , que Deus acompanhe seus caminhos 🙏🙏

    ResponderExcluir
  4. Belo relatos e fotos, e vamos viajando em sua garupa. Sucesso sempre.

    ResponderExcluir
  5. Viajei aqui lendo os relatos.
    Deu vontade de colocar meu pretinho na estrada!!!

    ResponderExcluir
  6. Presi, bom dia.
    Sou Jorge.
    Java do Skolados do Asfalto ou Java na Estrada.
    Vi um vídeo que você diz que está com problemas para entrar na Nicarágua.
    Moro em Brasília e se precisar posso procurar as embaixadas aqui para te ajudar.
    Meu whatsapp é +5561993737456

    ResponderExcluir
  7. estamos junto meu irmão, as vezes a vida nos manda para um caminho diferente, mais chegamos sempre no destino....

    ResponderExcluir
  8. Força presi tudo na hora certa, bom retorno e bora se programar para novas aventuras Bom descanso mental. Estamos te acompanhando vou te mandar um pix$50,00. E pouco nas gosto do seus vídeos. Estou me preparando para adquirir a minha motocicleta também

    ResponderExcluir
  9. Caro Presi acompanho vc pelo YouTube e fiquei triste por vc não conseguir concluir sua viagem até o Alasca. Mas espero que este percalço no seu caminho não o faça desistir de seus sonhos. Recomece sua viagem quando vc se recuperar do stress e da decepção na fronteira da Nicarágua. Se tem uma pedra no caminho, a contorne, mas siga adiante. Em outro momento, quando possível, mas vá. A sua conquista e a realização de seu sonho de ir até o Alasca inspira muita gente. Seus relatos de viagem são extremamente detalhados e imperdíveis. Você é o cara que pensa fora da caixa. Pela sua autenticidade em retroceder e se reorganizar vc merece parabéns. Desistir jamais. Força irmão.

    ResponderExcluir