Porque a Tenere 250?








"La Tenerezza"
Minha Tenere 250 - 18/19 / (Do Nascimento à Vida!) 

- Porque decaiu tanto?
- O que houve com você?
- Porque saiu de uma 1200 para uma moto tão pequena? 
- E porque uma Tenere 250 e não uma 600 pelo menos, ou esperar a Tenere 300?

São perguntas muito complicadas de responder, porque geralmente a pessoa que faz perguntas assim, busca materialismo em primeiro plano, dificilmente irão entender se eu falar sobre sustentabilidade, economia, peso, velocidade baixa, contribuir com o planeta, etc. 
Geralmente as pessoas buscam sempre ter a maior e mais cara moto, tanto para status, poder, mostrar para os amigos, correr mais, conforto maior, enfim. Mas não estou aqui acusando ou procurando ofensiva não! Porque já fui assim, cada um tem o direito de ser, ter, aplicar seu dinheiro como bem entender ao seu favor e felicidade própria, não sou eu quem vai ir contra não é mesmo?!!! A melhor moto é aquela que te satisfaz, nunca a que te opinam, sempre falei isso. Jamais vou falar que é errado ter motos grandes e caras, falo aqui por mim.



Mas a cada experiência pessoal que tenho, procuro aplicar mais sustentabilidade em tudo, seja em casa, na rua, no pessoal e também em motos.
Desde que viajei por 4 países na Fazer 150, notei 2 coisas que passei a amar muito: velocidade baixa e economia. Tudo o que preciso para me satisfazer. E isso leva à Sustentabilidade.

- Mas tio, o que tem a ver sustentabilidade com isso? Tá, 'tentarei' explicar:

Pensa numa viagem (ou mesmo seu tempo com a moto) de 10 mil km, coisa que todos nós fazemos. Com uma moto pequena ou grande se chega lá, certo? Ao final do roteiro podemos tirar uma grande sustentabilidade na moto menor, são detalhes do tipo, pneus gastos (só aqui além da economia financeira, há o gasto com poluição, quanto se gastou de material e se perdeu em cada moto, há diferença, mas é pouca você vai dizer, mas multiplica isso às milhares de motos no planeta); combustível (a mesma coisa, quantos litros foram gastos no mesmo trajeto? quanta poluição foi gerada a mais por isso?); Óleo de motor? (aqui a poluição e gastos são maiores, dependendo da moto, mais que o dobro, é pouca, mas multiplica isso à milhares de motos no planeta), assim esse 'pouco' de cada coisa a mais, milhares de peças desgastadas e substituídas, espaço no transito, os gastos para produzir tudo isso desde a extração à indústria, quer irá virar lixo e poluição, etc. É igual eu sempre falo sobre comparar carros com motos, o que são carros: "É um caixote de lata que ocupa espaço de até 10 motos no transito, gasta e polui até 10x mais e carrega 1 pessoa" (não estou generalizando, existem exceções) para levar uma pessoa ali, precisa de 4 pneus e 80% de um espaço físico ocupando o transito desnecessário e poluindo. Não tenho carro, não gosto de carro e não pretendo ter. Mas novamente, não estou dizendo que é errado, cada um sabe de sí. Não estou pedindo para concordar com meus pensamentos e opiniões.
Tá, então se for radicalizar assim, compra logo uma bicicleta! Claro, melhor ainda (quem me dera chegar à esse nível de evolução!).
Mas não estou querendo radicalizar, então procuro motos menores, que não é 100% para ajudar na sustentabilidade, mas já é muita coisa comparada à um carro ou uma moto maior, levando em consideração todo meu ciclo de vida até a morte aqui no planeta.
Fica 'cheirando' Falso Moralismo de minha parte né, mas não é bem assim, não vou dizer que sou perfeito e especialista na questão sustentabilidade, mas tenho tentado por em prática. Só falar é uma coisa, tentar e praticar é outra, tenho tentado e conseguido algo aqui e ali sim.

Outro fator, é claro seria o financeiro, seria muita demagogia não reconhecer isso, não tenho condições de manter uma moto grande. Comprar é fácil, manter é complicado. Mas moto grande é só um pouco mais pesada, pneus um pouco mais caro, consumo um pouco maior, etc. Isso! Seria esse "um pouco" de cada coisa que procuro evitar, não será "um pouco" no final de tudo. É muito com certeza. Prefiro usar esses gastos de diferença em minhas viagens. Sem falar na economia de dinheiro com acessórios, que independente da moto, eu teria que colocar! Meu dinheiro não é lixo. Preciso aplicar bem o pouco que ganho. Não tenho filhos, não sou casado, não faço dívidas, não parcelo nada, não pago aluguel, reservo 20% do que ganho para minhas viagens e aplicações, assim faço meus controles, planejamentos e execuções, ou seja: estou viajando sempre, mesmo não ganhando muito!

Outro fator, onde uma moto grande vai, a pequena também vai, mas onde a pequena consegue ir a grande não consegue! #Fato.
A liberdade hoje é um dos bens mais preciosos que temos, e quando viajo, ter essa liberdade não é só chegar lá, não é o destino, é o trajeto. Quantas vezes não pude ter a liberdade de me adentrar em alguns terrenos por conta da moto ser ou estar pesada demais? Enquanto com uma pequena isso não existe! Essa liberdade não tem preço, de ir e vir por onde quiser.

Outro fator, viajo sozinho, por lugares mais estranhos e isolados no planeta que você possa imaginar. Estar num lugar assim, com uma moto simples e leve é muitíssimo diferente de estar com uma moto cheia de sensores, eletrônica para todo lado, pesada e cara. Moto simples e pequena quaisquer padaria você consegue arrumar rsssss. E nem consegue imaginar o tanto que o fator "Confiança" na moto dita tudo no seu psicológico numa viagem assim!

Poderia listar aqui vários outros fatores, mas isso me faria um infeliz, porque estaria tentando convencer a todos de "minha verdade" e não sou dono da verdade.
Não estou pedindo aqui para seguir essa minha filosofia, não estou dizendo para não comprar motos grandes, motos grandes tem suas vantagens também, assim como motos pequenas tem suas desvantagens também, quer irei falar no vídeo.
Viva sua vida, viva seu modo, seu dinheiro, seus sonhos, vá viver suas experiências! E se achar que deva aplicar sustentabilidade ou viver algo do que escrevi aqui, o mundo agradece!

Vamos ser felizes com o que temos, não é um bem material que nos engrandece não. Sou feliz assim, não deixe que te ditem as regras, faça as suas, mas usando o bom senso!


ENTÃO RESPONDENDO ÀS PERGUNTAS:

- Porque decaiu tanto?
(Não chamaria de decair e sim subir um degrau)

- O que houve com você?
(Nada, apenas deixei de me preocupar com a opinião dos outros)
 
- Porque saiu de uma 1200 para uma moto tão pequena? 
(Não é a moto que te torna motociclista, você nasce, e depois compra uma moto, independente da cc, e não é uma tão pequena, a 250cc é uma cc ideal)
 
- E porque uma Tenere 250 e não uma 600 pelo menos, ou esperar a Tenere 300?
(Sustentabilidade. E sobre a Tenere 300, não acredito que ela venha por agora, mesmo se vier final do ano de 2018, ainda não seria uma boa hora para comprar, as primeiras são sempre para 'cobaias' de testes nos usuários, não seria confiável pegar uma moto lançamento assim e ir para lugares remotos, outro fator seria a falta de acessórios acessíveis, não teria de imediato, isso leva anos para serem desenvolvidos os acessórios, outro fator seria o preço alto também, não que seria empecilho, não compro moto pelo financeiro e sim pela moto, por isso não se compara motos, temos que pagar pela moto e não pelo que daria para comprar outro modelo. Se for assim, com uma tenere 250 eu compraria  uma 4cc, um caminhão se quiser rsss. Etc etc etc...)



E sendo assim, resolvi pegar uma Tenere 250, porque é Trail, é leve, é econômica, já é antiga no mercado, é fácil de concertar e fazer manutenção, etc. Não preciso mais.
Não estou dizendo que será minha moto para o resto da vida, claro que não. Quero viver outras experiências! Não sou fanboy de marca não! Mas por agora quero curtir minha pequena "LA TENEREZZA" (significa 'Ternura', em italiano).

Sempre gostei de engenharia nova, tecnologia, etc. Com a Tenere vou à contra-mão disso, é um projeto arcaico, sem eletrônica, sem atualização a anos, (mas no momento é isso que busco, uma moto de engenharia simples, sem sensores e eletrônicos), sem recall de tantos pontos negativos, aliás, no vídeo irei expor esses tantos pontos negativos baseados não em minha opinião, mas nos 'fatos' dos usuários dos fóruns & cia. Aguardem o vídeo

E gostaria muito de compartilhar com vocês toda essa experiência, desde o "Parto" dela até quando Deus achar por bem estar com ela.

Meu principal foco aqui no início será a produção do Vídeo, um review completo com dicas, pontos positivos e negativos com uma grande prosa, etc.
Então acompanhem aí o nascimento e o desenrolar dos fatos.

Tenho em meu pc os diários de bordos de todas as motos que já tive, em txt. Com a tenere 250 irei fazer diferente, esse Diário de Bordo será aqui nessa página.
Todo acontecimento, manutenção ou coisas importantes será relacionado aqui, com data e km da moto.

Abraços meus brothers, tamu junto!




EXPEDIÇÃO AMÉRICA DO SUL:

Sim, pretendo ir 'Solo' com a Tenere 250, pretendo ir ainda esse ano. Irei fazer todo o Centro-Norte da América do Sul, por terrenos bem mais complexos e off-road, por isso a necessidade de uma moto bem mais leve, econômica e forte.
Os acessórios e equipamentos estão sendo aplicados já com essa finalidade.






* E POR ÚLTIMO, CONVIDO VOCÊ A ASSISTIR UMA BELA SÉRIE DE VÍDEOS, EM 6 CAPÍTULOS DA MINHA NOVA TENERE 250 MODELO 2019!

Grande Prosa de motociclismo em 6 capítulos dessa série:
* Tudo sobre a Tenere 250;
* Porque a Tenere 250?
* Sustentabilidade;
* Sobre as novas 300cc;
* Pontos Positivos e Negativos;
* Amaciamento do Motor;
* Primeiros km;
* Conhecendo a moto, desmontando a moto e instalando alguns acessórios;
* Catalogando e pesando todos os acessórios;
* Peso de Bagagens;
* Legalizando os acessórios junto ao Detran, passo a passo;
* Reforçando o quadro, bolha, baús e alguns pontos nos acessórios;
* Testando e ajustando acessórios e equipamentos;
* Sobre o Motociclismo Chato que está tomando as redes;
* Diário de Bordo no Blog: www.DiarioDoPresi.com;
* Etc e muito mais!

- Pegue seu copo de vinho e bom vídeo!






.
(também não gosto dessas propagandas, mas clica aí só pra me ajudar a ganhar um dinheirinho do google hehehe)

4 comentários:

  1. Parabéns pelo seu diário! Estou no aguardo do video e demais atualizações. Te acompanho a algum tempo. Fico feliz de ter escolhido a Ténéré 250 assim como eu. Foi um sonho q realizei. No mais, que os bons ventos te guiem irmão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns.
      Sou guia de turismo em passeios pela América do Sul, tenho uma GSA 1200.
      Quando viajo sozinho, vou com minha XL 250 1983, nunca me incomodou.
      Abraços.

      Excluir
  2. Primeiramente parabéns pelo diário, comprei minha Tenere 2019 faz alguns dias, só encontrei seu diário hoje, já vi e li tudo, compraria a moto novamente. kkkkk

    Sinto falta são de algumas pequenas dicas de manutenção, como por exemplo a questão da curva de saida do escapamento que logo fica com uma cara feia, sei que não é ferrugem, mas existem algo que possa evitar o aparecimento daquilo?

    ResponderExcluir